Reabilitação do Antigo Lar do Instituto Industrial e Comercial

Reabilitação do Antigo Lar do Instituto Industrial e Comercial
UNIVERSIDADE ROVUMA

O Magnífico reitor da Universidade Rovuma (UniRovuma) apelou à empresa que está a reabilitar o antigo Lar de Estudantes do Instituto Comercial e Industrial de Nampula para realizar obras de qualidade e resilientes, e não improvisada, de modo a que elenquem esta instituição de ensino superior.

O Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos falava, na passada Sexta-feira, na reitoria da UniRovuma, na cidade de Nampula, depois de ter visitado as obras de beneficiação do antigo Lar de Estudantes do Instituto Comercial e que agora passou à gestão da Universidade Rovuma.

Para Brito dos Santos, é imperioso que a empresa construtora, a CONDOR, se empenhe, uma vez mais, na reabilitação do imóvel por forma que cative e capitalize mais a atenção de diferentes entidades, entre internas e externas, que, no futuro, pretendam servir-se dela.

A CONDOR, empresa de capitais lusos, foi a mesma que construiu o majestoso Centro Cultural da UniRovuma (CECUR), erguido num local onde em tempos foi oficina da Câmara Municipal de Nampula e, depois, da extinta Direcção Provincial de Combate às Calamidades Naturais.

A execução das obras estão numa fase bastante avançada, pelo menos ao nível do edifício principal, faltando a sua parte traseira, instalação eléctrica e outros arranjos, trabalhos esses inseridos na segunda fase do projecto.

O reitor da UniRovuma manifestou-se satisfeito com o que viu no local e deu as suas contribuições sobre alguns detalhes que devem ser feitos na obra.

Pouco depois de visitá-la e face aos avanços constatados, questionamos ao reitor se a instalação seria inaugurada ainda este ano, ao que Brito dos Santos respondeu: não gostaríamos de inaugurar a instalação em partes, respondeu Brito dos Santos.

Ele continuou dizendo que queremos fazer um trabalho completo, com todos pormenores de engenharia cumpridos e com o equipamento de escritório e outros já disponíveis no seu interior; só depois disso é que estaremos em perfeitas condições de inaugurá-la.

O Prof. Brito dos Santos disse, por outro lado, que a instituição que dirige pretende modernizar o Centro Cultural, com a instalação de um equipamento tecnológico de ponta, entre aparelhos de som e reprodutores de imagens no decorrer de conferências, simpósios, entre outros eventos.

No prosseguimento da sua visita institucional ao nível de Nampula, Brito dos Santos deslocou-se ao Campus de Napipine, onde esteve no Centro Social, construído de raiz e que ainda não entrou em funcionamento, na biblioteca e conversou com estudantes que se encontravam na Computer Farm, uma sala onde estão instalados inúmeros computadores para uso dos discentes.

Numa curta conversa com os estudantes, o reitor da UniRovuma afirmou que a qualidade de ensino não depende, unicamente, do apetrechamento da sala de aulas ou onde decorra o processo de aprendizagem, mas do nível de formação e preparação dos docentes.

Um professor melhor formado, preparado e bom pode melhor transmitir os conhecimentos aos seus estudantes, explicou Brito dos Santos, acrescentando que estamos a envidar esforços para cada vez mais capacitar os nossos professores para melhor vos servir.

Fonte: UNIVERSIDADE ROVUMA