LANÇADO INQUÉRITO PARA AVALIAR A IMUNIDADE CONTRA A COVID-19 EM MOÇAMBIQUE

Foi nesta Segunda-feira, 14 de Agosto, lançado no Distrito de Boane, Província de Maputo, o Inquérito de Avaliação da Imunidade e Cobertura Pós-Campanha de Vacinação Contra a COVID-19 em Moçambique (IMUNECOV).

A ser implementado pelo Instituto Nacional de Saúde – Moçambique (INS), o IMUNECOV, foi lançado por Sua Excelência Ilesh Jani, Vice-Ministro da Saúde, e tem como objectivo avaliar a cobertura da campanha vacinal e os níveis de imunidade da população.

Na ocasião, Ilesh Jani lembrou que apesar de a Covid-19, a mais recente e maior crise de saúde pública no mundo já ter sido classificada como não sendo mais uma emergência, não deixa de preocupar, colocando a humanidade numa incerteza quanto ao seu futuro.

Jani referiu ainda que, tendo sido realizada a campanha de vacinação contra a Covid-19 a nível nacional, as autoridades sanitárias precisam de evidência científica para aferir o grau da sua eficácia.

“Através destes aspectos todos, vamos poder medir quais são os níveis de falhas que temos em termos de imunidade, e isto vai nos permitir fazer ajustes para possíveis campanhas de reforço de vacinação em determinadas áreas geográficas e em determinados grupos populacionais, segundo aquilo que os resultados do inquérito mostrarem”.

Outro objectivo do IMUNECOV é entender a situação actual das infecções activas da doença, o que vai implicar a testagem dos cidadãos inquiridos.

O Inquérito será realizado em cerca de 300 áreas de deliberação, em todas as províncias do país. Serão abrangidos 4 700 agregados familiares, o equivalente a cerca de 20 000 pessoas, com mais de um ano de idade e todas que foram alvos da campanha (maiores de 12 anos).

O Coordenador da Repartição de Inquéritos em Saúde no INS, Acácio Sabonete, falou do processo de mobilização dos inquiridos, esclarecendo que há uma coordenação directa com as estruturas locais das áreas previamente identificadas, que vão ser cobertas por um total de 128 profissionais envolvidos no inquérito

No Inquérito, que terá a duração de um mês e meio, procura-se saber dos inquiridos se tomaram a vacina, que dose foi tomada e faz-se testes rápidos de Covid-19.

Com duração prevista de um mês e meio, o IMUNECOV é financiado pelo Governo de Moçambique e parceiros, nomeadamente, o Banco Mundial, Governo do Canadá e a Iniciativa Clinton, num valor de cerca de 100 milhões de meticais.