MOVIMENTO ACTIVISTA PROMOVE DEBATE SOBRE SUICÍDIO EM MAPUTO

Mês da prevenção

O Movimento Activista Moçambique (MAM) promoveu na última quarta-feira (13), na Universidade Pedagógica, em Maputo, um debate sobre prevenção e combate ao suicídio.

O debate realizou-se sob o tema “Suicídio um mal invisível no dia-a-dia das famílias Moçambicanas”. O mesmo pretende entre outros objectivos aumentar a consciencialização sobre a problemática do suicídio nas camadas mais jovens.

O painel de discussão contou com a participação dos psicólogos Inércia Notiço e Adilson Valdano e da influenciadora digital Rebeca Cumbane.

Durante o período de debate, os participantes e oradores exploraram questões relacionadas às causas do suicídio, sinais de alerta e medidas apropriadas a serem tomadas em situações de risco de suicídio.

O psicológico Adilson Valdano, defende maior vigilância para com as pessoas com sinais de tentativa de suicídio.

“Infelizmente na nossa sociedade temos muitos jovens que suicidam-se devido a diferentes problemas sociais. Mas, antes do suicídio existem alguns sinais que estes indivíduos apresentam. O que devemos fazer, é sermos cada mais vigilantes e bons ouvintes”, disse o psicólogo, que também recomendou a prestarmos apoio a quem mais precisa.

Em seguida, Inércia Notiço, alertou a todos a procurarem profissionais especializados para o tratamento de distúrbios que podem levar ao suicídio.

“Algumas pessoas não vão ao psicólogo e procuram indivíduos que se fazem passar por estes profissionais. Isso pode ter efeitos negativos, porque esta pessoa não tem qualificações para tal. Atenção apropriada pode fazer a diferença na vida daqueles que estão a passar por momentos difíceis”, alertou.

Em conclusão o MAM prevê realizar uma passeata no dia 16 de Setembro para alertar sobre a importância de combater o suicídio.

Creditos: ActionAid Mozambique