RESILIÊNCIA COSTEIRA Suécia avalia retoma de financiamento a Moçambique

O GOVERNO do Reino da Suécia está a avaliar a retoma do financiamento do Projecto Soluções Baseadas na Natureza para Construir Resiliência das Comunidades Costeiras em Moçambique (CRCC).

O apoio havia sido interrompido devido ao cancelamento do acordo com União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), instituição que fazia a gestão financeira do projecto.

Este facto foi revelado pela embaixadora da Suécia, Mette Sunnergren, numa audiência que lhe foi concedida recentemente pela Ministra do Mar, Águas Interiores e Pescas, Lídia Cardoso, na qual foram abordados aspectos relativos à cooperação entre os dois países.

A diplomata destacou também o apoio na implementação da Agenda 2030 sobre os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em particular o número 14, que permitiu a participação de Moçambique na primeira Conferência das Nações Unidas sobre os Oceanos, que teve lugar em Nova Iorque, em 2017.

Este evento permitiu igualmente a organização, por Moçambique, da 2.ª Edição da Conferência “Crescendo Azul”, realizada em 2021, na cidade de Vilankulo, província de Inhambane, cujos resultados podem contribuir para participação do nosso país na segunda Conferência de Oceanos, que irá decorrer em Junho na capital de Portugal, Lisboa.

Mette Sunnergren apresentou também a nova estratégia de cooperação da Suécia, tendo destacado o pilar do ambiente marinho e energia, bem como a promoção da integração das questões de género no
desenvolvimento da economia azul.

Por seu turno, Lídia Cardoso reiterou a abertura do sector que dirige em colaborar com o Governo sueco no reforço da coordenação institucional, na reforma política e legislativa sobre o mar e na implementação do Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo (POEM), entre as várias utilizações no mar.

A ministra salientou que a aquacultura continua a ser a aposta de Moçambique para reduzir a pressão sobre os recursos marinhos e fornecer alternativa para as comunidades costeiras melhorarem a sua renda e segurança.