Moçambique terá satélite de monitoramento ambiental

Moçambique terá satélite de monitoramento ambiental

OS países africanos, incluindo Moçambique, poderão se beneficiar de um satélite de monitoria ambiental, nos próximos anos, desenvolvido pelo Governo chinês. Trata-se de um projeto de inovação digital, cuja materialização só será vista com a construção do Centro de Cooperação de Aplicativos de Sensoriamente Remoto por Satélite China África. Segundo o diretor da administração Espacial Nacional da China (CNSA), Zhang Kejian, este projeto faz parte da cooperação entre a China e África.

Com a implementação, alguns países africanos terão um benefício direto e apoiarão seu próprio desenvolvimento ambiental de forma sustentável. “Em 2021, o Presidente XiJinping propôs, na abertura do VIII Conferência Ministerial do Fórum China Africa (FOCAC), a implementação de nove projetos com os países africanos

NO ÂMBITO DA PARCERIA CHINA ÁFRICA Moçambique terá satélite de monitoria ambiental áreas de saúde, redução da pobreza, agricultura comercial, dinamização do investimento e inovação digital”, disse. Acrescentou que o país asiático contribuiu com “a sua sabedoria e força” para a implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.

Paralelamente, tornou a conservação de recursos e a proteção ambiental uma política estatal básica para o desenvolvimento. Anotou que a China promoveu igualmente a construção de uma civilização ecológica socialista e comprometeu-se com a prioridade ecológica e o desenvolvimento Zhang Kejian, China expandiu a paisagem verdeto verde, criando um “milagre ecológico” que atraiu a atenção mundial.

 “O desenvolvimento verde da China expandiu a paisagem verde global, beneficiando não só este país, como também do mundo. “E mais, segundo o administrador da FOCAC, uma forte capacidade de monitoria ecológica e ambiental é uma base importante para a proteção ecológica e ambiental e para o desenvolvimento sustentável. A China está equipada com uma vasta gama de recursos de monitoramento abrangente em grande escala, contínuo, dinâmico e durante todo o dia para partículas finas atmosféricas, gases poluentes, de efeito estufa e nuvens.

No mês passado a China lançou um novo satélite de sensoriamente por meio de um foguete transportador Longa Marcha2C do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan no noroeste da China, e o satélite entrou em sua órbita com sucesso.

Fonte: Jornal Noticias