NAS ZONAS RURAIS Cerca de 41 mil pessoas com acesso à água potável

O ERCA de 41 mil pessoas beneficiam de água potável com a abertura, no ano passado, de 137 novas fontes em 13 dos 15 distritos da província de Tete, no Centro do país.
A abertura das referidas fontes representa um crescimento na ordem de 48,9 por cento do nível da realização do plano do governo provincial quando comparado com as 92 construídas no ano de 2020, conforme deu a conhecer ao “Notícias” o governador da província, Domingos Viola.

Acrescentou que, neste momento, estão em curso e numa fase bastante adiantada, em vários distritos, as obras de construção de nove sistemas de abastecimento do precioso líquido, quatro dos quais movidos a energia solar e os restantes pelo sistema híbrido.
A construção dos referidos sistemas deverá ser concluída no decurso do primeiro semestre do presente ano, facto que, de acordo com o governante, deverá representar uma evolução em cerca de 100 por cento com os quatro sistemas construídos em 2020.

Domingos Viola considera que o aumento da cobertura do abastecimento de água potável, sobretudo nas zonas rurais, constitui um elemento prioritário e vital para o bem-estar dos cidadãos, através da promoção da sua higiene individual e colectiva.

“Estamos a promover nas comunidades acções tendentes a melhorar o saneamento básico urbano e rural, acções que contam com a participação activa das próprias populações e do sector privado”, disse o governador de Tete.
Ainda no âmbito do melhoramento das condições de saneamento do meio, Viola disse que o seu executivo está empenhado na criação de sistemas de gestão e reciclagem de resíduos sólidos, tanto nas zonas urbanas como nas peri-urbanas e rurais onde também decorrem campanhas periódicas de limpeza dos locais de residência e outros espaços compartilhados.

Fazendo um balanço positivo das realizações durante o ano passado, o governador de Tete considerou que tal resultou da grande participação da população e parceiros na implementação de vários programas e projectos na província.
Na ocasião, o governante renovou o apelo e confiança da participação de toda a sociedade na implementação de vários programas e projectos de modo a trazer o bem-estar a cidadãos e para que os serviços sociais básicos estejam cada vez mais próximos da população, com destaque das zonas rurais.

No entanto, o governador de Tete reconheceu que, a despeito de alguns avanços registados na implementação de vários programas e projectos, os mesmos foram afectados, nos últimos dois anos, pela pandemia da Covid-19.
“Apesar da materialização dos nossos planos e programas, no ano passado, ainda são maiores os desafios que se apresentam com vista a darmos melhor resposta às exigências da população que dirigimos”, disse o governador de Tete.