Moçambique alarga horário de recenseamento eleitoral

Recenseadas mais de 500 mil pessoas na Cidade de Maputo
Fonte: DW

“A CNE instruiu o Secretariado Técnico de Administração Eleitoral [STAE] no sentido de estender, com efeitos imediatos, para mais duas horas o funcionamento das brigadas do recenseamento”, afirmou Paulo Cuinica, porta-voz da CNE.

O motivo, explicou, são “as enchentes que se verificam em muitos postos de recenseamento eleitoral e também o tempo que resta para o término do período do processo a duas semanas de terminar o processo”, disse. 

Com a medida, os postos de recenseamento passam a abrir às 7h e encerram às 17h, enquanto antes funcionavam das 8h às 16h.

Paulo Cuinica avançou, em conferência de imprensa, que o organismo decidiu também reforçar os meios e pessoal que trabalham no recenseamento eleitoral nas províncias “mais críticas”, em termos de enchentes, nomeadamente Sofala, Zambézia, Nampula, Niassa e Tete.