Mais de quinhentos professores sem turmas

Mais de Quinhentos professores sem turmas
Jornal Noticias

QUINHENTOS e noventa e quatro professores do distrito de Nampula, território que coincide maioritariamente com o município com o mesmo nome, estão neste momento sem turmas para lecionar, devido a transferências consideradas desnecessárias. Segundo apurou a nossa Reportagem, as transferências ocorreram desde o ano passado a esta parte, agravando o peso da folha salarial do distrito, já considerada insustentável.

Os dados foram revelados pela sociedade civil na XXIV Sessão do Observatório de Desenvolvimento da província de Nampula realizada recentemente. A sociedade civil quis saber do governo as ações em curso para parar com as transferências massivas e consideradas desnecessárias de professores dos distritos para a cidade de Nampula, que estão a prejudicar negativamente o ensino na província.

Aponta como consequência o aumento do volume monetário destinado ao pagamento de horas extras e subsídio de turno e meio. Reagindo à preocupação apresentada pela sociedade civil, o governador de Nampula, Há no distrito de Nampula 594 professores sem turmas para lecionar.

 A nossa Reportagem apurou que o jovem frequenta 9.ª classe na Escola Secundária Marcelino dos Santos, na zona residencial de Naipe, bairro de Namicopo. Manuel Rodrigues, considerou legítima a colocação. Prometeu que o executivo provincial irá apreciar o assunto com detalhes, sendo que aquilo que não é da sua alçada será encaminhado a outras instâncias.

 Refira-se que na sua recente visita a Eráti, o secretário de Estado na província, Jaime Neto, manifestou preocupação com as transferências massivas de professores, uma vez que foram contratados para trabalhar nos distritos.

Na circunstância, Neto determinou que os administradores distritais não aceitem transferências sem motivos plausíveis.

 Fonte: Jornal Noticias