A PARTIR DE 2022 Ensino Primário encerra na 6ª classe

A SEXTA classe passa a encerrar o Ensino Primário a partir do ano lectivo de 2022 para se verificarem as competências adquiridas e conferir melhor instrução aos alunos, no âmbito da reforma curricular, em vigor no país.
De acordo com o Director-Geral do Instituto Nacional para o Desenvolvimento da Educação (INDE) Ismael Nhêze, com a nova Lei do Sistema Nacional de Educação, aprovada em 2018, o Ensino Primário passou a ter dois ciclos de aprendizagem. O primeiro que vai de 1.ª a 3.ª classe e o segundo de 4.ª a 6.ª classe.
A partir do ano de 2022, a 6.ª classe encerra o Ensino Primário. Em 2023 a 7.ª classe passa a pertencer ao Ensino Secundário.

Na 6.ª classe realizar-se-á um exame final do ano, de modo a verificar as competências dos alunos do ensino primário para a passagem ao secundário.
Para explicar as razões das mudanças, Nhêze disse que um estudo efectuado em 2012 produziu resultados assustadores que mostravam que as crianças terminavam o primário sem as necessárias competências de leitura, escrita e cálculo.

O INDE reflectiu sobre o currículo para verque contribuía para o fracasso dos alunos, e concluíu que este era muito fragmentado, disperso e com muitas disciplinas.

Em 2016 fez-se a revisão dos programas em que foram analisados os ciclos de aprendizagem. No currículo anterior, de 2004, existia um primeiro ciclo de 2 anos, o segundo de 3 e o terceiro de 2 anos. Viu-se que em dois anos seria difícil construir competências de leitura e escrita e cálculo. Então decidiu-se aumentar um ano no primeiro ciclo, que passaria a ter três classes. Assim, em 2017 foi introduzida a primeira classe. Em 2018, a segunda classe. Em 2019, a terceira, em 2020, a quarta e em 2021, a quinta classe.
A nova sexta classe tem seis disciplinas, designadamente Português, Matemática, Ciências Sociais, Ciências Naturais, Educação Visual e Ofício, e Educação Física. A sexta classe antiga tinha 11 disciplinas.

“Isto é uma grande mudança. Demos primazia no Ensino Primário às competências básicas de leitura, escrita e cálculo. Quando aluno terminar a sexta classe tem que tê-las porque são fundamentais para a sua formação no futuro”, indicou o director-geral do INDE.

Explicou ainda que com esta alteração, o exame de certificação da 7.ª classe termina em 2022 e será realizado pelos alunos que tiverem frequentado esta classe, nesse ano. Os alunos da 7ª classe que reprovarem em 2022, passam para a 7ª classe do novo sistema.
Os alunos graduados da 6.ª classe em 2022, passam para o Ensino Secundário (7.ª classe), em 2023.
A partir de 2023, o Ensino Secundário passa a ter 6 classes, organizadas em dois ciclos. O primeiro ciclo vai de 7.ª a 9.ª classe e