PR celebra 48 anos de independência com o desafio de acabar com o terrorismo

PR celebra 48 anos de independência com o desafio de acabar com o terrorismo
VOA

O Presidente de Moçambique fez um balanço positivo dos avanços que o país regista desde que se tornou independente, há precisamente 48 anos, e considerou que o combate ao terrorismo é o grande desafio do momento.

Num discurso alusivo à celebração da efeméride, Filipe Nyusi destacou o crescimento comparativo nos sectores da educação, saúde, justiça e produção alimentar, mas reconheceu a persistência de desafios por ultrapassar.

“Celebramos os 48 anos da nossa independência nacional, com um desafio de, urgentemente, estancarmos os focos de violência que ainda se registam em alguns distritos da província de Cabo Delgado”, destacou o Presidente, que destacou que “verifica-se o retorno das populações deslocadas às zonas de origem à mercê das ações das valentes Forças de Defesa de Moçambique, com apoio das forças de países amigos da SADC e Ruanda”.


Ainda assim, o estadista frisou o desarmamento das milícias da Renamo, como um marco histórico que deve ser assinalado.

“Hoje podemos celebrar porque, desde 1975, pela primeira vez no território moçambicano já não temos nenhum partido político armado”, vincou Nyusi que, na sua intervenção, acrescentou que “somos todos convocados a trabalhar para que a paz seja efectiva e duradoura”.

Fonte: VOA