MESQUITA E MUKUSA RUBRICAM AMANHÃ ACORDOS DE PARTILHA DE RECURSOS HÍDRICOS

MESQUITA E MUKUSA RUBRICAM AMANHÃ ACORDOS DE PARTILHA DE RECURSOS HÍDRICOS
Fonte: Ministério das Obras Publicas

Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Carlos Mesquita, está deste segunda – feira, 15 de Maio, de visita ao Zimbábwe, após percorrer em Moçambique, os troços Maputo-Macie-Chókwè-Macarretane-Mapai até ao Posto Fronteiriço de Chicualacula (600Km) e de Posto Fronteiriço de Sango a Harare com cerca de 600Kms com o objectivo de fortalecer as relações bilaterais e abordar questões urgentes relacionadas à gestão hídrica. Para Moçambique, esta visita é uma oportunidade única para abordar desafios cruciais enfrentados por ambos países, num contexto de alterações climáticas.

No seu primeiro e segundo dia naquele país, Carlos Mesquita, para além de manter encontros de trabalho com o Ministro de Terra, Agricultura, Pescas, Agua e Desenvolvimento Rural, Anxious Musuka, Sector Privado, visitou as Barragens de Tokwe Mukosi (maior barragem do país com capacidade de 1,8 Mil Milhões de metros cúbicos e de Mutirikwi, com a capacidade de 1,4 Mil Milhoes de metros cúbicos, as duas barragens estao situadas na Bacia Hidrográfica do Rio Save, uma das 5 que Moçambique partilha com o Zimbabwe.

Mesquita, ressaltou que a visita a estas importantes infraestruturas visa aferir no terreno os consensos alcançados para Gestão e Usos Sustentável de Recursos Hídricos da Bacia do rio Save e promover uma cooperação coordenada entre as Partes, com o objectivo de partilha de dados que possam permitir a elaboração de estudos para a determinação das alocações de água entre os dois países.

Num contexto em que a água é uma questão crucial que requer uma gestão adequada na distribuição sustentável, o Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, referiu que a assinatura dos acordos de Cooperação para o Desenvolvimento, Gestão e Utilização Sustentável dos Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Save, de Estabelecimento da Comissão das Bacias Hidrográficas dos Rios Búzi, Púngoé e Save e de Acolhimento da Comissão das Bacias Hidrográficas dos Rios Búzi, Púngoé e Save, que serão assinados amanhã, dia 18 de Maio, na presença do Presidente Nyusi e Presidente Emmerson Mnangagwa representa um cometimento comum dos dois países em encontrar um equilíbrio na equação entre a disponibilidade e o consumo de água. Além disso, enfatizou também a construção de novas represas e a importância de parcerias para garantir o fornecimento de água potável para a população e as indústrias.