Limbe: a outra face dos Camarões

O “NOTÍCIAS”, através da Reuters, traz a lume as histórias, estórias e o drama que se vive na região anglófona do Limbe (supostamente a mais excluída e mais pobre do país), nos Camarões, cidade que estará ligada ao CAN-2021 por ser anfitriã do Grupo “F”, que inclui as selecções da Tunísia, Mali, Mauritânia e Gâmbia.
Limbe faz parte de uma região separatista na qual os rebeldes chamam de Ambazônia e vive sob espectro de um conflito que teima em terminar. Centenas de veículos blindados patrulham as ruas de Limbe, na região sudoeste do país, devastada pelo conflito, antes do CAN que começa domingo, mas que militantes separatistas prometeram interromper.

Camarões acolhe o CAN em seis cidades, mas a segurança está potencialmente mais ameaçada em Limbe, uma cidade na costa tropical do Atlântico cuja região ao redor foi abalada por ataques armados desde o início da guerra em 2017.
O conflito, no qual grupos armados tentam formar um estado separatista matou pelo menos três mil pessoas e forçou quase um milhão de refugiados.

“O meu medo é que o fenómeno recente de explosões de bombas que têm acontecido noutras partes possa ser um fenómeno comum durante este período CAN”, disse o jornalista local, Honore Kuma.
A insegurança é apenas um problema que o torneio enfrenta. As preocupações sobre a disponibilidade dos estádios e a disseminação da variante Ómicron Covid-19 também chegaram às manchetes nas últimas semanas.
O Estádio Omnisport de Limbe vai acolher jogos do Grupo “F”, incluindo Tunísia, Mali, Mauritânia e Gâmbia. O primeiro jogo do grupo será entre Tunísia e Mali, no próximo dia 12.

A vizinha capital regional de Buea, onde as selecções do Grupo “F” vão efectuar algumas sessões de treino, foi atingida por duas explosões em Novembro, incluindo uma numa universidade que feriu onze estudantes.
As autoridades mantiveram os planos de segurança em segredo, mas prometeram que não haverá interrupção nas partidas do Grupo “F”.

Agentes da polícia armados, milícias e soldados já estão posicionados nos principais cruzamentos. Postos de controlo foram montados nas estradas para a cidade.
“O CAN vai decorrer em muito boas condições. Não há motivos para preocupação”, disse Emmanuel Ledoux Engamba, alto funcionário do território Fako, que inclui Limbe e Buea.

GÉNESE DO CONFLITO E INSEGURANÇA
O conflito separatista começou nas regiões noroeste e sudoeste de língua inglesa em 2016, quando professores e advogados protestaram contra a sua percepção de marginalização por parte do governo nacional marcadamente francófono.

Uma violenta repressão pelas forças de segurança radicalizou o movimento. Grupos armados se formaram em meio às florestas e plantações de cacau da região.
Enquanto Limbe prepara-se para receber muitos adeptos de futebol, alguns moradores dizem que não estão focados no futebol.

“Como vou aproveitar enquanto os meus irmãos e irmãs estão a sofrer por causa da crise anglófona? Todos os dias, eles estão a morrer”, disse Roland, de 33 anos, que vive perto do estádio Limbe
Refira-se que o troféu da 33ª edição do CAN-2021 foi apresentado a 7 de Dezembro de 2021, em Limbe num ambiente caracterizado por fortes medidas de segurança.
Limbe é mesmo a outra face (negra) dos Camarões, uma das maiores economias da África subsahariana.