Jovens beneficiam de “kits” de auto-emprego

CINCO jovens receberam há dias, na cidade de Maputo, ferramentas para implementação do auto-emprego e empreendedorismo.

Trata-se de dois “kits” de culinária e um de electricidade restauradora, entregues aos beneficiários pelo director-geral do Instituto Nacional do Emprego, Juvenal Dengo, no quadro do projecto “Emprega”, implementado pela Secretaria de Estado da Juventude e Emprego.

O “Emprega”, que visa ajudar os jovens a iniciar o seu próprio negócio face à falta de emprego, é implementado em todo o país. Espera atribuir, ao longo deste ano, 64 “kits” de auto-emprego a jovens de diferentes distritos municipais da cidade de Maputo.

“A questão da empregabilidade preocupa o Governo, daí que a Secretaria de Estado da Juventude e Emprego procura encontrar soluções para jovens que necessitem de apoio para aumentar o número de pessoas com oportunidades de trabalho e geração de renda”, referiu, apelando os beneficiários a cuidar do equipamento recebido.

Aconselhou-os, igualmente, a legalizar as suas actividades, inscrevendo-se no Instituto Nacional de Segurança Social e na Autoridade Tributária, a fim de contribuir no desenvolvimento do país.

Talita dos Santos, que para além do “kit” de culinária, vai beneficiar de uma formação para implementar o seu próprio negócio, e disse que pretende abrir uma pastelaria e empregar outros jovens.

Por sua vez, Eliseu Agostinho, que confecciona e vende pipocas de milho, foi desafiado a abraçar o negócio de culinária e pastelaria, e espera melhorar os seus rendimentos. O jovem com deficiência visual reconheceu o esforço do Governo na inclusão de pessoas com limitações.