Falta de serviços sociais torna difícil a vida em Natikiri

A FALTA de alguns serviços sociais básicos, como centro de saúde, furos de abastecimento de água, escola e mercado, está a ter um impacto negativo na vida dos moradores do bairro Natikiri.

Esta situação afecta, sobretudo, a zona de expansão do bairro, onde estão em construção o Hospital Geral de Nampula e outras infra- -estruturas privadas. Devidoà falta de serviços sociais básicos, os habitantes do bairro sentem-se esquecidos e isolados do resto da cidade.

O crescimento populacional que se regista em Natikiri, nos últimos anos, demanda a existência de escolas, unidades sanitárias, mais furos de água, transporte, entre outras benfeitorias, incluindo os serviços da própria administração pública.

Regra geral, os moradores deste bairro são obrigados a percorrer longas distâncias para alcançar estes serviços. Na principal via de acesso ao bairro, a nossa Reportagem testemunhou a movimentação de pessoas, sobretudo de estudantes, a pé.

Apesar da falta de infra- -estruturas sociais básicas, o bairro cresce de forma geométrica, sem obedecer algum plano de ordenamento territorial. Ou seja, não há arruamentos nem indicação de que uma determinada zona deverá ser ocupada para habitação ou instalação de indústria, entre outros.