Detidos por tráfico de drogas

Parte da droga apreendida na detenção dos três suspeitos

TRÊS indivíduos, todos de nacionalidade moçambicana, identificados como F. Francisco, de 38 anos, C. Jocene, de 42, e E. Nova, de 35, estão sob custódia policial na 2ª Esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM), no Bairro da Ponta-Gêa, na cidade da Beira, indiciados da prática do crime de tráfico de drogas.

De acordo com o porta-voz do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), Alfeu Sitoe, a detenção dos indiciados foi em flagrante delito e ocorreu na quinta-feira, no culminar de uma investigação sobre a venda e consumo de drogas.
O porta-voz do SERNIC explicou que a primeira detenção foi de F. Domingos, na zona do Manganhe, na posse de 440 gramas de “cannabis sativa” (soruma). Questionado sobre a proveniência do estupefaciente, respondeu que comprara de C. Jocene, por sinal a segunda a cair nas malhas das autoridades na posse de 29 gramas que disse ter adquirido de E. Nova.
O último indiciado foi detido no distrito do Dondo, na posse de grandes quantidades de soruma, divididas em plásticos pretos e num saco de 50 quilos.

O porta-voz da SERNIC contou que durante todo o processo os agentes enfrentaram muitas dificuldades para a detenção dos três indiciados, principalmente de E. Nova.
Alfeu Sitoe apelou às autoridades locais a cooperem sempre com as instituições policiais de modo a permitir que todos os transgressores sejam responsabilizados pelos seus crimes.
“Quando escondemos malfeitores permitimos que estes continuem com as suas acções nas comunidades. Amanhã somos os primeiros a culpar a Polícia de inacção, quando na verdade contribuímos para que tal aconteça”, lamentou.