Criadas bases para União das Federações Lusófonas

O FUTEBOL da lusofonia acaba de abrir uma nova página na sua história através da assinatura, sábado, em Lisboa, de um memorando de entendimento para a criação da “União das Federações de Futebol da
Língua Portuguesa”, uma organização representativa para consolidação de uma cooperação multilateral em vários domínios de gestão, formação e competições do futebol, entre os países membros.

Para homologar o referido entendimento, subscreveram o documento os presidentes das federações de futebol de Angola, Portugal, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Brasil e Timor Leste.

A medida avançada surge após dois dias (sexta e sábado) de uma reunião de trabalho que decorreu na capital portuguesa, Lisboa, na qual, a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) esteve representada pelo seu presidente, Feizal Sidat, e pelo vice-presidente da Alta-competição, Amir Gafur.

Entre vários compromissos subscritos pelos dirigentes das federações, destacam-se diversas acções formativas, nos países membros, sendo que a primeira vai acontecer em Cabo Verde, dirigida aos directores técnicos, seguida por uma para os secretários-gerais, em Portugal.

As acções da entidade irão abranger várias áreas, nomeadamente marketing, administração, licenciamento, comunicação, direito desportivo, arbitragem, e ainda intercâmbios em diferentes escalões de futebol, futsal, e futebol de praia.

Os próximos 90 dias irão servir para formalizar a organização cuja sede será em Lisboa