Afinal as crianças estão vivas

As duas meninas que há dias foram dadas como tendo sido assassinadas na cidade de Chimoio regressaram segunda-feira ao convívio familiar após 11 dias em parte incerta.