Subiu de 150 para 179 número de corpos exumados em terreno de seita cristã no Quénia

Subiu de 150 para 179 número de corpos exumados em terreno de seita cristã no Quénia
Fonte: O Pais

Prosseguem escavações e investigações à procura de pessoas desaparecidas devido à seita de jejum até à morte no Quénia. A polícia está também a tentar localizar 609 pessoas desaparecidas.

O número de alegados membros de uma seita cristã que jejuou até à morte no Quénia para se encontrar com Jesus Cristo subiu de 150 para 179, depois de as autoridades terem encontrado mais 29 corpos, informaram as autoridades locais.

Segundo o comissário da polícia regional da costa do Quénia, Rhoda Onyancha, os novos corpos foram enterrados na floresta de Shakahola, no condado costeiro de Kilifi, onde prosseguem as escavações e as investigações.

A polícia está também a tentar localizar 609 pessoas desaparecidas, disse Onyancha, embora não seja claro se todos os casos estão relacionados com o culto.
O número de pessoas resgatadas com vida continua a ser de 72.

Quase todos os mortos do chamado “massacre de Shakahola” foram exumados de sepulturas e valas comuns encontradas na floresta, com exceção de alguns que morreram no hospital em estado grave.

As autópsias efetuadas a mais de uma centena de corpos revelaram que, embora todos apresentassem sinais de fome, os corpos de pelo menos três menores e de um adulto apresentavam também vestígios de estrangulamento e sufocação.

Fonte: O Pais