RAS defende ajuda humanitária a Cuba

O GOVERNO sul-africano defendeu ontem a sua intenção de enviar 50 milhões de randes (cerca de 200 milhões de meticais) em ajuda humanitária para Cuba, apesar de várias críticas e de uma decisão judicial que contraria o gesto. Na segunda-feira, a organização não-governamental AfriForum divulgou que este
montante, contra o qual havia protestado e interposto uma acção judicial bem-sucedida em Março, era apenas o primeiro de várias doações acordadas entre os governos da África do Sul e de Cuba, que no total chegariam aos 350 milhões de randes. Citada pela agência espanhola Efe, a Ministra das Relações Internacionais e Cooperação sul-africana Naledi Pandor, declarou à rádio local 702, que a transferência não se trata de uma injecção financeira, mas da doação de material de assistência humanitária adquirido a produtores sul-africanos.