Partidos usam comida para comprar votos


OS candidatos às eleições legislativas de domingo no Líbano recorreram à compra de votos e outras práticas clientelistas, muitas vezes distribuindo bens de primeira necessidade, segundo o relatório preliminar da missão de observação da União Europeia (UE).

“A distribuição de ‘sacos de pão’ e material médico, bem como de geradores, painéis solares e combustível estiveram entre as tácticas utilizadas por alguns partidos políticos e candidatos, muitas vezes nas suas instalações, para influenciar indevidamente os eleitores”, lê-se no documento.