Nyusi agradece ao Uganda na luta contra o terrorismo

O Presidente da República agradeceu o apoio do Uganda na luta contra a violência extrema protagonizada por terroristas em alguns distritos da província de Cabo Delgado.

“Devo agradecer ao Presidente Museveni pelo apoio que nos tem concedido”, afirmou o estadista moçambicano.

O Presidente do Uganda, Yoweri Museveni, disse que a relação histórica entre Moçambique e o Uganda não permite que este último país assista o que está a acontecer em Cabo Delgado e ficar no silêncio.

“Nós temos uma relação histórica com Moçambique. Acompanhamos o que está a acontecer em Cabo Delgado. Damos apoio logístico, mas se constatarmos haver necessidade de intervir militarmente, estamos prontos para fazê-lo”, prometeu.

Segundo o estadista ugandês, o Uganda vai apoiar o projecto de construção de uma escola técnica para veteranos de guerra em Montepuez, província de Cabo Delgado, devendo nos próximos dias chegar a Moçambique uma comitiva ugandesa encabeçada pelo General Ívan Koreta, que teve a sua formação militar em Montepuez.

“Discutimos com o Presidente Nyusi a importância de fazer algo tangível, concreto. Por isso, no local onde funcionava o quartel onde treinámos vamos erguer uma escola de formação técnica e desenvolver a actividade agrícula nas terras ao redor que possam sustentar os veteranos da luta de libertação e seus filhos. Daremos todo o apoio necessário, formando os filhos dos antigos combatentes nas diversas áreas. Quero informar que estaremos prontos militarmente para defender o projecto”, disse Museveni.