Moçambique fez a primeira exportação do gás liquefeito no ano passado

Moçambique fez a primeira exportação do gás liquefeito no ano passado
Jornal Noticias

O FUNDO Monetário Internacional (FMI) destacou a importância da descoberta de importantes reservas e o arranque das exportações de gás natural liquefeito em Moçambique para a segurança energética global.

De acordo com o diretor do Departamento Africano do FMI, Abebe Selassie, a relevância do país surge num contexto em que a cadeia de gás natural no mundo se encontra comprometida devido às restrições no fornecimento ao mercado, sobretudo europeu, devido ao conflito entre a Rússia e a Ucrânia.

 “São projetos oportunos num momento em que um grande fornecedor está a sair do mercado e, nesse contexto, Moçambique tem que tudo fazer para que os projetos de gás ganhem outro dinamismo.

Entretanto, há que encontrar formas de garantir que a exploração desses recursos seja em benefício do país e da sua população”, disse Selassie.