Ministro da Defesa Nacional satisfeito com a evolucao do hospital militar

𝐌𝐢𝐧𝐢𝐬𝐭𝐫𝐨 𝐝𝐚 𝐃𝐞𝐟𝐞𝐬𝐚 𝐍𝐚𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐥 𝐬𝐚𝐭𝐢𝐬𝐟𝐞𝐢𝐭𝐨 𝐩𝐞𝐥𝐚 𝐞𝐯𝐨𝐥𝐮𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐝𝐨 𝐇𝐨𝐬𝐩𝐢𝐭𝐚𝐥 𝐌𝐢𝐥𝐢𝐭𝐚𝐫 𝐝𝐞 𝐌𝐚𝐩𝐮𝐭𝐨
MDN

A evolução na gestão e na prestação de serviços de saúde prestados pelo Hospital Militar de Maputo estão no bom ritmo segundo constatou o Ministro da Defesa Nacional, Cristóvão Chume, durante a sua visita efectuda no dia 21 de Junho corrente.

Durante a visita, o titular da pasta de Defesa apreciou, pormenorizadamente, o sector administrativo, enfermarias, banco de socorros, laboratórios, entre outros serviços que permitem o bom funcionamento da unidade.

O último passo da marcha foi no edifício Samora Machel, reabilitado em 2018, símbolo da revolução do Hospital Militar de Maputo no que concerne ao desenvolvimento de infraestruturas.

No fim da visita o Ministro da Defesa Nacional mostrou-se entusiasmado com o nível de melhoria e evolução dos serviços prestados pelo Hospital Militar de Maputo e com o cumprimento escrupuloso das recomendações deixadas durante a visita efectuada em 2022.

Chume garantiu estar entusiasmado, mas não satisfeito, ainda. Para que se alcance a satisfação é necessário, segundo o dirigente, que os utentes e não utentes estejam completamente satisfeitos com os serviços que usufruem no Hospital, mas também a própria máquina que garante o funcionamento do hospital, nesse caso os funcionários e militares que compõem o corpo directivo e médico.

“Temos que estar todos do mesmo lado. No lado de pessoas que querem continuar a mudar o hospital militar para o melhor. O modelo de gestão do Hospital Militar tem que se aproximar com o de uma gestão privada, mas com interesses públicos”, disse o dirigente.

Outro aspecto que o Ministro da Defesa Nacional achou positivo é o envolvimento da juventude na “mesa” responsável pela tomada de decisões da Unidade de Saúde Militar. O Hospital Militar de Maputo é um exemplo de rejuvenescimento no Sector de Defesa, tendo na sua estrutura de direcção muitos jovens que contribuem com novas dinâmicas na administração e gestão do hospital.

Contudo, esse rejuvenescimento deve ser feito sem esquecer a importância que os mais experientes têm na gestão. O dirigente máximo do pelouro da Defesa defende que deve haver uma cooperação entre os mais experientes e os mais jovens.

“Não percam a capacidade de reter pessoas experientes que podem emprestar um grande valor ao Hospital Militar”, acrescentou Chume.

Lembrar que a Saúde Militar é um dos quatro pilares eleitos como prioritários para o Sector de Defesa no presente quinquénio de governação.

Em dezembro de 2022, o Ministro da Defesa Nacional, Cristóvão Chume, visitou o Hospital Militar de Maputo para se inteirar sobre o seu funcionamento e avaliar entre vários pontos, a gestão deste estabelecimento de saúde militar.

Na altura, Cristóvão Chume deixou uma série de recomendações à direcçao e aos funcionários civis e militares.

Seis meses depois, Cristóvão Chume voltou a escalar o Hospital com o objectivo de avaliar o cumprimento das recomendações deixadas aquando da visita efectuada no ano transacto (2022).

Fonte: Ministerio da Defesa