JOGOS DE INVERNO, BEIJING-2022 China avisa que países que boicotaram serão “penalizados”

A REPÚBLICA Popular da China anunciou que Estados Unidos, Austrália, Reino Unido e Canadá “vão pagar o preço” pelo anunciado boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing em 2022.
Os quatro países que vão enviar atletas sem acompanhamento de responsáveis oficiais “vão pagar o preço” da decisão que tomaram, considerou o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Beijing, Wang Wenbin.
Os Estados Unidos, a Austrália, o Reino Unido e o Canadá anunciaram, quarta-feira, o boicote diplomático à competição internacional posicionando-se desta forma contra os atentados aos direitos humanos na República Popular da China.

[inline_posts box_title=”Recomendamos” align=”alignleft” textcolor=”#000000″ background=”#f2f2f2″]48, 51, 60[/inline_posts]“Os Estados Unidos, Austrália, Reino Unido e Canadá utilizaram o palco olímpico com intenções de manipulação política. Isto é impopular e equivale ao isolamento. Eles vão inevitavelmente pagar o preço por esse mau movimento”, acrescentou Wang Wenbin.

O porta voz diplomático afirmou ainda que Beijing não vai enviar convites aos países “em questão”.
“O desporto nada tem que ver com a política. Os Jogos Olímpicos são uma grande reunião de atletas e de amantes do desporto e não um palco para os políticos darem espectáculo”, disse ainda o porta voz.
Os Jogos Olímpicos de Inverno 2022 vão decorrer em Beijing a partir do próximo dia 4 de Fevereiro.
Devido à situação pandémica e às restrições impostas por Beijing contra a propagação do covid-19 poucos chefes de Estado devem marcar presença na abertura das olimpíadas de inverno.
Mesmo assim, o chefe de Estado russo, Vladimir Putin, já confirmou a deslocação, após o convite do homólogo chinês.
A França anunciou, entretanto, que não vai boicotar diplomaticamente os jogos.