Filhos de Omar Bongo indiciados por corrupção

QUATRO filhos do defunto Presidente do Gabão Omar Bongo Ondimba foram indiciados pela justiça francesa por corrupção,noticiou ontem a agência France-Presse (AFP), que cita fonte próxima do processo. Entre 25 de Março e 5 de Abril, o juiz Dominique Blanc indiciou sucessivamente Grace, 58 anos, Betty, 55, Arthur, 51, e Hermine Bongo, 53, por ocultação de desvio defundos públicos, corrupção activa e passiva e abuso de activos corporativos, segundo informações obtidas pela AFP.

A justiça francesa suspeita que numerosos membros da família Bongo, desde o falecido pai Omar ao filho Ali, o actual Presidente, passando pela filha Pascaline, de terem “conscientemente” beneficiado de um importante património imobiliário “fraudulentamente” adquirido pelo patriarca.

Os quatro filhos indiciados de Omar, que foi Presidente do Gabão desde 1967 até à sua morte, em 2009, contestaram perante o juiz terem consciência da origem fraudulenta do património, afirmando terem recebido como “presente” do pai os apartamentos parisienses adquiridos entre 1995 e 2004.