Consome-se água de poços caseiros

A ÁGUA que os habitantes de Natikiri consomem é dos poços caseiros, sem tratamento. Devido à insuficiência de fontes públicas, o precioso líquido é fornecido por um privado, mediante o pagamento de cinco meticais por 20 litros.

António Amisse revelou à nossa Reportagem que o sofrimento dos moradores agrava-se, principalmente, no inverno, altura em que os poços caseiros estão secos. O salva-vidas tem sido o privado, que abastece água à população a partir dum furo subterrâneo.

Regina Avelino espera que a crise de água que afecta a região seja ultrapassada com a abertura de mais furos públicos, ou mesmo com a expansão da tubagem do FIPAG.