ATÉ AO FIM DO PRESENTE QUINQUÉNIO – Água vai chegar a mais de 5.3 milhões de pessoas

Um total de 5.3 milhões de pessoas serão abrangidas pelos serviços de abastecimento de águas potável nas zonas rurais, até ao final do presente quinquénio, segundo garantias dadas pelo Presidente da República, Filipe Nyusi.
Falando ontem após inaugurar um sistema de abastecimento de água no posto administrativo de Zambuè, no distrito de Zumbo, em Tete, Nyusi afirmou que alcançar este número vai significar um incremento em 16 por cento de cobertura deste serviço. Lembrou que o índice de cobertura subiu de 30 por cento, em 2015, para 67 por cento em 2020, beneficiando mais de quatro milhões de pessoas no meio rural.

O Presidente afirmou que a disponibilidade de água com regularidade, qualidade e segurança representa um alívio à pobreza e estabelece as condições para a melhoria dos índices da saúde da população.
Em relação à infra-estrutura inaugurada, Nyusi disse que quem não vive em Zambuè ou Zumbo pode considerar que é um pequeno sistema, mas tratase de um serviço que vem contribuir para melhorar o saneamento local.
“As pessoas sofriam de diarreias, não se protegiam com eficiência contra a cólera e outras doenças de origem hídrica, não conseguiam fazer o mesmo neste momento delicado da Covid-19”, disse Nyusi.

[inline_posts box_title=”Recomendamos” align=”alignleft” textcolor=”#000000″ background=”#f2f2f2″]48, 51, 60[/inline_posts]O sistema de abastecimento de água à sede do posto administrativo de Zambuè é constituído por um tanque elevado, com uma capacidade de 20 metros cúbicos de água, e outro subterrâneo com 30 metros cúbicos. Foi construído no âmbito do Programa Nacional de Abastecimento de Água e Saneamento (PRONASAR), num investimento de cerca de 35 milhões de meticais dos cofres do Estado e parceiros.
Presentemente, para além de ligações domiciliárias e serviços, a infraestrutura conta com uma rede de 10 fontanários públicos distribuídos pelos bairros residenciais.

O sistema vai beneficiar, numa primeira fase, um total de 3.050 pessoas de um universo de 6 mil habitantes do posto administrativo de Zambuè, devendo contribuir para a elevação do bem estar da população.
Na ocasião, a Vice-ministra das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Cecília Chamutota, explicou que sistema tem uma capacidade total para abastecer 5.500 pessoas.
A gestão deste sistema será feita pela Associação de Artesãos do distrito de Zumbu, denominada APCM, que deverá efectuar as cobranças pelo consumo de água e garantir a expansão da rede de distribuição a mais bairros locais.