MAIS DE 4.8 MILHÕES DE CRIANÇAS SERÃO VACINADAS CONTRA O SARAMPO – RUBÉOLA

MAIS DE 4.8 MILHÕES DE CRIANÇAS SERÃO VACINADAS CONTRA O SARAMPO – RUBÉOLA

O Ministério da Saúde (MISAU) vai realizar, de 31 de Julho a 4 de Agosto próximo, uma Campanha de Vacinação contra o Sarampo – Rubéola e Reforço da Suplementação com Vitamina A e Desparasitação com Albendazol.

Trata-se de uma acção de resposta aos 2.565 casos positivos da doença notificados de Janeiro de 2020 até ao primeiro semestre de 2023, no país, 80 por cento dos quais, nas províncias de Niassa, Zambézia, Tete, Manica e Sofala, afectando principalmente crianças menores de 5 anos.

Este quadro, tal como fez referência o Ministro da Saúde, Armindo Tiago, no lançamento da campanha, evento realizado esta Sexta-feira, 28 de Julho, na Cidade de Chimoio, Província de Manica, ficou a se dever ao facto de nos últimos 3 anos, e devido ao efeito combinado da pandemia da Covid-19, e o aparecimento de outras emergências de saúde, terem pressionado os serviços de vacinação e da oferta de outros pacotes de prevenção como é o caso da desparasitação, dando lugar ao ressurgimento de doenças tais como como sarampo, deitando por terra os ganhos alcançados com a campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e Rubéola, realizada em Abril e Maio de 2018, onde foram abrangidas cerca de 13 milhões crianças, o que resultara numa redução significativa de casos nas províncias mais afectadas.

Por isso, o MISAU vai implementar a vacinação de todas as crianças dos 9 aos 59 meses, que é a medida de saúde pública mais eficaz para cortar a transmissão do vírus e protecção das crianças, devendo ser abrangidas 4.8 milhões de crianças desta faixa etária, de todos os distritos das províncias de Manica, Sofala, Tete, Zambézia, e 9 distritos da província do Niassa, nomeadamente, Cuamba, Chimbonila, Majune, Mecanhelas, Mandimba, Ngauma, Maúa, Metarica e Cidade de Lichinga, que são as regiões do país onde o risco de se contrair a doença é elevado.

“Deste modo, pretendemos vacinar cerca de 4.8 milhões de crianças entre 9 e 59 meses contra Sarampo e Rubéola; suplementar cerca de 931 mil crianças com Vitamina A; desparasitar cerca de 729 mil crianças elegíveis; e oferecer a vacina de reforço contra Covid-19 a todas as pessoas que tenham mais de 6 meses após completarem a série primária de vacinação”, anunciou o Ministro da Saúde.

Armindo Tiago fez uso da ocasião para solicitar às forças vivas da sociedade, uma grande mobilização para que durante os dias da campanha, a população se dirija sem receios às unidades sanitárias ou posto de vacinação mais próximo, tendo assegurado que a vacina e os suplementos a serem administrados são seguros e eficazes, não acarretando custos para os pais e encarregados de educação das crianças.

Entretanto, para permitir uma melhor avaliação pós campanha, as crianças que forem vacinadas vão receber cartões de registo de vacinação que deverão ser conservados pelos pais ou seus cuidadores.

Para esta campanha, foram mobilizados cerca de 38.856 actores, que incluem vacinadores, mobilizadores, registadores, supervisores, coordenadores, digitadores de dados, logísticos, monitores independentes, motoristas entre outros.

Foram mobilizados cerca de 5 milhões de dólares americanos, valor que inclui fundos do Governo de Moçambique e dos Parceiros de Cooperação.

O lançamento da Campanha de Vacinação contra o Sarampo – Rubéola e Reforço da Suplementação com Vitamina A e Desparasitação com Albendazol esta Sexta-feira realizado, foi testemunhado por quadros do MISAU, de nível central e provincial, representantes do Estado e Governo ao nível da Província de Manica, representantes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), entre outros convidados.

Fonte: MISAU