População localiza três corpos sem vida no posto administrativo de Mbau em Mocímboa da Praia

População localiza três corpos sem vida no posto administrativo de Mbau em Mocímboa da Praia
Carta MZ

Poucos dias depois do Presidente do Ruanda, Paul Kagame, ter anunciado que a prevalência do terrorismo em Cabo Delgado reduziu em 80 por cento, três corpos sem vida foram localizados na passada sexta-feira em Mocímboa da Praia. Deste número, dois corpos foram localizados por populares em machambas próximas da aldeia Limala e outro nos arredores da comunidade Naquitengue, no posto administrativo de Mbau.

Fontes disseram à “Carta” que todas as vítimas foram decapitadas e seus corpos abandonados nos respectivos campos de produção. As comunidades de Limala e Naquitengue exploram as potencialidades do rio Messalo para produzir arroz, milho, cana-de-açúcar, hortícolas, entre outras culturas.

O nosso jornal soube ainda que um dos integrantes do grupo terrorista que se entregou às autoridades em Mocímboa da Praia revelou que um considerável número de terroristas se dedica à agricultura nas margens do rio Messalo, uma medida encontrada para minimizar a falta de logística alimentar.

E General Kabarebe visita forças de segurança do Ruanda em Cabo Delgado

O Assessor Sénior de Defesa e Segurança do Presidente Paul Kagame, General James Kabarebe, visitou na última sexta-feira (23) as Forças de Segurança do Ruanda (RSF) a operar na província de Cabo Delgado.

De acordo com um comunicado do Ministério da Defesa, Kabarebe foi recebido pelo Comandante da Força-Tarefa Conjunta das RSF, Major-General Eugene Nkubito, que o informou sobre os progressos registados nas suas operações de contra-terrorismo em Cabo Delgado.

Durante a interação com as RSF no distrito de Mocímboa da Praia, Kabarebe “transmitiu uma mensagem do Presidente Paul Kagame, valorizando o seu empenho no cumprimento das suas funções e encorajando-os a permanecerem firmes e dedicados na obtenção de bons resultados”, lê-se no comunicado.

Ruanda destacou tropas para Cabo Delgado em Julho de 2021 a pedido do governo de Moçambique para apoiar os esforços para restaurar a autoridade do Estado moçambicano, conduzindo operações de combate e segurança contra os terroristas.

Duas semanas após o desembarque, as forças ruandesas e moçambicanas cercaram as principais bases dos terroristas, capturando-as, uma a uma. Em 8 de Agosto de 2021, eles capturaram Mocímboa da Praia, uma vila portuária que foi sede do grupo terrorista em Cabo Delgado por quase cinco anos.

Fonte: (Carta⁄The New Times)