Ex-oficial do Exército argelino condenado à morte

UM ex-oficial militar e homem de confiança de ex-chefe do Estado-Maior do Exército argelino foi condenado à morte, por divulgação de informações confidenciais, informou este domingo o jornal de língua francesa El Watan. O subtenente Guermit Bounouira, que compareceu na quinta-feira perante o Tribunal de Recurso de Blida, a sul de Argel, foi processado por divulgação de informações confidenciais, afectando os interesses do exército e do Estado, recolha e transmissão de informações a terceiros ou países, segundo o jornal. Foi ainda acusado de violação da obrigação de reserva com o objectivo de minar a segurança e os interesses do Estado.

Ex-secretário particular do chefe de gabinete e vice-ministro da Defesa Ahmed Gaïd Salah, Bounouira foi entregue às autoridades argelinas em 30 de Julho de 2020 pela Turquia, país para onde tinha fugido. A pena capital não é aplicada na Argélia desde 1993.