“Atraso de salários na polícia deve-se à migração do processo de pagamentos” -Comandante-Geral da PRM

“Atraso de salários na polícia deve-se à migração do processo de pagamentos” -Comandante-Geral da PRM

O Comandante-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) afirma que o atraso de dois meses de salário na polícia deve-se à emigração do processo de pagamentos do Comando-geral para o Ministério da Economia e Finanças.

Bernardino Rafael diz que já solicitou o retorno ao modelo anterior de pagamento, enquanto se estudam melhores mecanismos de transição, que não causem transtornos aos agentes. 

O inspector-geral da Polícia apela, entretanto, à calma aos membros da corporação.

Bernardino Rafael, falava, este sábado, numa das posições da Polícia de Fronteira, estacionada na aldeia de Namwembe, no Distrito de Nangade, em Cabo Delgado.

Fonte: RM